A utilização das cores na formação ou criação de uma marca é muito mais importante do que um visual aceitável ou mesmo como reconhecimento de uma entidade única.

O acerto das cores pode agregar valores para empresa, e consequentemente à marca, criando um elo entre aquela e consumidores, ou seja, uma fidelidade. Também firma seu posicionamento frente a seus principais concorrentes, e é usada principalmente como ferramenta de branding e de personal branding.

A grande questão que aborda este assunto é: Não a cor favorita a ser trabalhada, mas qual é a cor que gera valores e atributos pertencentes à marca. Não é a toa que marcas reconhecidas mundialmente levam determinadas cores, por exemplo, a Coca-cola. As cores são partes integrantes da marca, constrói seu conceito de forma a englobar um todo, empresa ou profissional.

O repasse deste é feito quando profissionais ou empresas querem transmitir determinados valores. As cores podem ter vários significados, entre estes podemos citar: Azul, paz, integridade, confiança ou inteligência. Verde, otimismo relação com a natureza, sorte ou relaxamento.

Há sempre necessidade de verificar a natureza do negócio e repassar este conceito na utilização das cores. Seu acerto é de extrema importância para a continuidade da comunicação com clientes e cooperados.

Abaixo, vídeo que fala um pouco sobre este conceito: